Estado Laico ou Estado Ateu?

Hoje vi uma matéria altamente tendenciosa no jornal Estado de São Paulo que dizia sobre um patrocínio feito pela prefeitura de São Paulo (Kassab) à Igreja Católica para a realização de uma passeata. Então eu compartilhei a notícia no facebook com o comentário “O Estado é laico, não é Ateu. Se patrocina parada gay, pode patrocinar passeatas religiosas e ponto.”

Então fui questionado por um conhecido, conforme podem conferir no link acima, do porquê de eu relacionar “ateu” e “gay”. Achei considerável publicar minha resposta aqui. Espero não ofender nenhuma opinião alheia, apenas argumento minhas convicções. Fique à vontade para dizer as suas e assim podemos ter uma boa conversa sobre isso. Abaixo, a transcrição adaptada das minhas postagens.

“Oi Felipe, boa sua pergunta. Se você ler melhor, vai ver que não fiz comparação entre ateus e gays. Alías, a maioria dos meus amigos gays não são ateus.

O que acontece é que hoje os ativistas homossexuais tem lutado para proibir as opiniões cristãs a respeito do ser ou não ser homossexual. E fazem isso com rótulos, com taxações como a de “homofóbicos”, o que na minha opinião não cabe há alguém que conhece dialogar em paz.

Além disso, os ativistas gays, com interesse mais político do que qualquer outro, alegam que as igrejas não podem ser ajudadas pelo governo, por que o estado é laico. Ou então que a Igreja Católica não pode manifestar opiniões políticas, por que o estado é laico. Ou então que a psicóloga protestante, Marisa Lobo, não pode defender a sua tese de que não concorda que o homossexualismo é original (algo que está na origem) ou mesmo algo comum, sem transtornos psíquicos – porque o estado é Laico.

Ora, o “Estado Laico”, pela constituição tem dever de dar direitos iguais a todas as religiões se manifestarem. Mas o que vemos é uma grande tendência do ateísmo governar, já que movimentações culturais de todos os tipos são sempre muito bem vindas, como por exemplo, fechar a avenida Paulista para a Parada Gay, ou uma doação em dinheiro, mais um enorme trio elétrico que o conselho de psicologia doou para um grupo de homossexuais exprimirem seus direitos, tocando música eletrônica e dançando sensualmente sobre ele.

E quando se fala em apoiar os cristãos com camisetas e um trio elétrico o preconceito é facilmente difundido dizendo que o estado é Laico e não pode fazer isso. As religiões têm direitos iguais sim de receber apoio do estado para se manifestarem. Isso é cultura.”

Eu e mim mesmo

Fixar os olhos no espelho… Desafiante. Mais ainda deve ser um espelho para a alma.

Conhecer-se o suficiente para se encontrar em meio a multidão. Quem sou eu?

Qual a minha cor? Minha cara? Qual é o meu eu? Qual é o meu? Qual a resposta para minha pergunta? O que mais gosto em mim?

Adoro me expor no escuro. Adoro me disfarçar de desconhecido. Adoro me vestir de palavras. Despir o corpo é fácil. Despir a alma… um desafio.

Lá estou! Onde? Lá dentro de mim. Lá. Naquele lugar longe. Mas tão perto…

Além da Prata

No caminho da Prata, que finda
Há um novo tesouro:
Vale mais, muito mais do que ouro.

São idéias, debates, conceitos
Inúmeras formas, mil jeit0s
De ser gente, pessoa, alguém.

Aqui ninguém me detém
Meu pensamento vai além
Do que eu imaginava.

Imaginar não se prende a uma idade
Tão pouco à mensalidade.

Aqui as palavras penetram minha vida
Fecundam minha memória
E, a cada dia que passa, concebo uma nova história.

Essa ponte em que fico, me eduque
Ainda que o esforço machuque
Aqui tenho um orgulho: o orgulho de ser PUC.

Desculpe-me o transtorno, estou em reformas para melhor atendê-lo

Reforma

Já viu este anúncio?

Muito comum no ambiente comercial, o alerta de reforma mantém o cliente afastado durante o período em questão. É comum encontrarmos pessoas que, após uma período crítico, viram-se nessa necessidade.

Ao menos no momento da leitura deste texto, se possível, permita-se realizar uma reforma. Pois é ruim conviver num espaço caindo aos pedaços. Que tipo de pessoas tem frequentado seu espaço? O que você tem oferecido às pessoas com quem se encontra?

Papel e caneta nas mãos: é hora de fazer o orçamento. O que é necessário? Pense nas áreas mais graves primeiro: afetividade, sexualidade, perdão,…

Depois de anotados os pontos principais, é hora de contratar quem irá executar a reforma. Aqui vai uma dica: quem melhor pra consertar o que está quebrado, que o próprio construtor? Como? Faz tempo que você não entra em contato com quem te construiu? Pois ele está te esperando…

Deus tem nos olhado com amor e compaixão durante cada segundo de nossas vidas, muito em especial nas vezes em que nos machucamos. Ele conhece o projeto, nos sabe em detalhes. Com seu papel na mão peça para que ele venha reformá-lo.

Cuidado! Toda reforma apresenta perigo de acidentes. Por isso, mantenha as pessoas que mais utilizam seu espaço em alerta o tempo inteiro. E se alguem causou estrago em você, se afaste. Pois este também deve estar precisando se reformar. O contato é desnecessário até que a reforma esteja feita e o perdão esteja dado no coração.

Esta é apenas uma dinâmica. Veja que após a reforma você estará novo. Seu sorriso será mais sincero. Seu rosto brilhará mais. Sua vida transbordará qualidade.

Pense nisso! Quando alguém vier perturbá-lo enquanto estiver nessas condições, diga sinceramente: “Desculpe-me o transtorno, estou em reformas para melhor atendê-lo”!