Sonhar e prosseguir… Decididamente

“Não pretendo dizer que já alcancei (esta meta) e que cheguei à perfeição. Não. Mas eu me empenho em conquistá-la, uma vez que também eu fui conquistado por Jesus Cristo. Consciente de não tê-la ainda conquistado, só procuro isto: prescindindo do passado e atirando-me ao que resta para a frente, persigo o alvo, rumo ao prêmio celeste, ao qual Deus nos chama, em Jesus Cristo. (…) Contudo, seja qual for o grau a que chegamos, o que importa é prosseguir decididamente. (…) Nós, porém, somos cidadãos dos céus. É de lá que ansiosamente esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo…”

(Paulo de Tarso: Carta aos Filipenses cap 3, vers 12-14, 16 e 20)

Eu tenho um sonho. Aliás eu tenho uma coleção de sonhos e projetos e desejos. Uma vez me disseram: “Lucas, se seu sonho está muito alto, não se preocupe! Ele está no lugar certo. Agora construa os alicerces para alcançá-lo”. Isso, aliado às palavras de S. Paulo, me inspira dia e noite.

Se eu for comparar o que eu era há dez anos com aquilo que sou hoje, verei o quanto Deus transformou a minha vida, minha conduta, meu caráter. Mas não importa o grau a que eu cheguei, é forte o que sinto: tenho que prosseguir! Prosseguir decididamente. Não importa se eu estou fraco e quase caindo. Também não importa se meus passos são pequenos. Mas o que verdadeiramente dá valor à minha caminhada é o tamanho dos meus sonhos.

E assim eu sinto que quanto mais eu andar, estudar, compor, cantar, inventar… Mas eu farei, e ainda mais prosseguirei!

 Alguém por aí já disse que os nossos sonhos são como que combustíveis! Aí daquele que não tem sonhos! Ou daquele que sonha pequeno. Porque um não sai do lugar e outro pensa que já viveu tudo…

E uma coisa ainda me preocupa: muitos por se apegarem demais aos escritos deste mundo, ou às experiências que por nós podem ser provadas, se esquecem, e outros ainda não acreditam, do sonho máximo, extremo e eterno. Estou falando da conquista do céu acima descrita por S. Paulo. Quem sonha com o céu, sonha com algo real. Sonha com algo muito grande e muito próximo. É algo que não tem explicação…

Eu sonho! E muito. Sou daqueles grandes sonhadores… E minh’alma não cansará jamais de sonhar até que eu chegue no Céu e veja a face do Amor. E toque o Senhor, depois de ter sido tão tocado por ele aqui na Terra.

Fica aqui uma música pra você sonhar um pouco…

Decididamente – Adoração e Vida

Os artifícios de Karol

A benção, João de Deus, João da Arte
Caro Karol
Que, tal qual, magnífico artíficie
Soube transformar o invisível, o ideal
Em aparência viva, sólida, real

Assim o fez, quando das letras dormentes
Ao despertar sua mente
Inventou palavras, poesias belas

E das cores pálidas, criou sorrisos
E dos ossos secos, reergueu os jovens
E dos quatro cantos do céu, clamou de Deus o Santo Espírito
Reesculpindo a pedra, como um novo Pedro, com as mãos chagadas de nosso Cristo.

Mas, que belo artista!
Mas, que belo artíficie!
Quando em suas mãos ele consagra o pão
E cores já não bastam para a branca hóstia esculpida por suas palavras

E a pisada uva ganha então consolo,
quando Sangue redentor se torna em suas mãos
Tais quais suas dores, lado perfurado, como o do Senhor.

E de consolado, é consolador

A antiga lança, acertada em Cristo
Moderna ficou, dando agora tiros

E os que duvidavam, questionavam Deus
Modernos ficaram, e filosofaram,
E até proclamaram: “Deus está morto!”

Mas quem viu João Paulo,
Viu também a Cristo, viu nascer perdão
E deu liberdade dentro da prisão

E João Paulo vira, logo num segundo
Bem-aventurado, inspirador do mundo

Brado agora a forte, cumpro sua ordem:
“Eu não tenho medo! Eu não tenho medo.
Pois meu coração se abre, se escancara agora
E declama a Cristo: volta, sem demora!”

A benção, João de Deus!