Estado Laico ou Estado Ateu?

Hoje vi uma matéria altamente tendenciosa no jornal Estado de São Paulo que dizia sobre um patrocínio feito pela prefeitura de São Paulo (Kassab) à Igreja Católica para a realização de uma passeata. Então eu compartilhei a notícia no facebook com o comentário “O Estado é laico, não é Ateu. Se patrocina parada gay, pode patrocinar passeatas religiosas e ponto.”

Então fui questionado por um conhecido, conforme podem conferir no link acima, do porquê de eu relacionar “ateu” e “gay”. Achei considerável publicar minha resposta aqui. Espero não ofender nenhuma opinião alheia, apenas argumento minhas convicções. Fique à vontade para dizer as suas e assim podemos ter uma boa conversa sobre isso. Abaixo, a transcrição adaptada das minhas postagens.

“Oi Felipe, boa sua pergunta. Se você ler melhor, vai ver que não fiz comparação entre ateus e gays. Alías, a maioria dos meus amigos gays não são ateus.

O que acontece é que hoje os ativistas homossexuais tem lutado para proibir as opiniões cristãs a respeito do ser ou não ser homossexual. E fazem isso com rótulos, com taxações como a de “homofóbicos”, o que na minha opinião não cabe há alguém que conhece dialogar em paz.

Além disso, os ativistas gays, com interesse mais político do que qualquer outro, alegam que as igrejas não podem ser ajudadas pelo governo, por que o estado é laico. Ou então que a Igreja Católica não pode manifestar opiniões políticas, por que o estado é laico. Ou então que a psicóloga protestante, Marisa Lobo, não pode defender a sua tese de que não concorda que o homossexualismo é original (algo que está na origem) ou mesmo algo comum, sem transtornos psíquicos – porque o estado é Laico.

Ora, o “Estado Laico”, pela constituição tem dever de dar direitos iguais a todas as religiões se manifestarem. Mas o que vemos é uma grande tendência do ateísmo governar, já que movimentações culturais de todos os tipos são sempre muito bem vindas, como por exemplo, fechar a avenida Paulista para a Parada Gay, ou uma doação em dinheiro, mais um enorme trio elétrico que o conselho de psicologia doou para um grupo de homossexuais exprimirem seus direitos, tocando música eletrônica e dançando sensualmente sobre ele.

E quando se fala em apoiar os cristãos com camisetas e um trio elétrico o preconceito é facilmente difundido dizendo que o estado é Laico e não pode fazer isso. As religiões têm direitos iguais sim de receber apoio do estado para se manifestarem. Isso é cultura.”

Teu mar

Estava eu diante do mar, quando me chamou a atenção a forma como aquelas enormes ondas, até então ameaçadoras, morriam lentamente nos meus pés, quando eu estava até então na areia. Pensei comigo: “O mar não é tão forte quanto parece!” e fui além: “Eu me sinto muitas vezes como ele, pois muitos dos meus sonhos tinham toda a força e hoje morrem aos pés das pessoas!”.

Pois bem. No dia seguinte quando estava na água com meus amigos, via que todos tinham muito medo, e tomavam muito cuidado com as ondas. Elas eram muito fortes e nos cobriam. E, num descuido, poderíamos nos afogar.

Calma, é neste parágrafo que vou fazer valer o seu tempo gasto pra ler tudo isso até aqui. Ora, depois desta última experiência, me dei conta de que o mar é como minha vida. Aquele que vê de longe é tentado a me julgar e me chamar de fraco. Não confia nos meus sonhos, nas minhas metas, naquilo que sou. Mas aquele que caminha comigo, dia após dia, que está dentro da minha vida, de fato, este sim guarda o sincero respeito por mim e reconhece meu valor.

E, como no mar, só fica na minha vida aquele que eu permito. Quando sou autêntico, quando sou corajoso como o mar, nem todos tem a paciência de continuar em minha vida. E, se não forem de confiança, logo se afogam.

Para mim, Deus é aquele que domina os mares e governa minha vida.

Mar