Toca a vida…

Dê-me um violão e eu farei brotar vida no entrelaçar das cordas. Dedilho meus passos rumo ao acorde perfeito, rumo ao ritmo certo, batida do coração. Entrelaço as cenas como fios de nylon. Suavemente um som se produz. Sinto que meu interior sintoniza com a mágica da harmonia, sinto que minha melancolia se derrama em melodias. Pareço dormir sobre os acordes.

É a vida que brota do som. É a música que nasce da vida. É o canto que da vida a voz. É a voz que tira a letra da morte.

Tocando e cantando a vida eu vou…

Um lugar pra descansar…

“Um lugar pra sentar e poder falar. Um olhar pra dizer o que não se diz.”
(Maninho – Uma coisa só)

Tantas vezes desejei sumir do mundo, me desligar de tudo ao menos por alguns instantes. Todos nós já desejamos isso.

São psicóticos invadindo escolas e matando. Políticos roubando. Fé sendo atacada por qualquer seita de esquina ou por céticos que nunca viram ou sentiram a verdade e querem ensiná-la em universidades.

Deve haver um coração que, em meio a tudo isso, bata num ritmo calmo, pra acolher o meu coração agitado. Deve haver um olhar que consiga me transmitir a paz que vem depois de toda essa tempestade. Deve haver um lugar pra descançar, pra me perder e me encontrar num mesmo instante. João encontrou esse lugar… (Jo 13,23)

 

Nem tenho mais o que dizer… Nem consigo mais dizer nada… Apenas descanso no colo de Jesus…