Quando a covardia mata o ser humano

Olhe para a sua história. Pare. Reflita. Lembre-se dos bons momentos, também dos ruins.

Pois bem. Se você foi capaz de realizar esta efêmera dinâmica, é mais do que óbvio que possui uma história pra contar. Onde quero chegar? É simples.
Jamais poderíamos escrever uma história em nossas vidas caso não nos tivessem dado o direito de fazê-lo. Se minha mãe, por inúmeros motivos, pensasse em não me sustentar durante os nove meses que passei em seu ventre, algo no mundo seria muito diferente do que se hoje apresenta.
Sim, fui ousado. E você também o deve ser. Cada um de nós faz toda a diferença neste mundo. Se nos foi permitido nascer nesta terra, foi também dada a nós a capacidade de interferir em tudo o que nela existe pelo simples fato de estarmos vivos.
Por mais demagógico que possa parecer, acredite: o aborto provocado hoje agrega infinitas consequências negativas à humanidade. Não vote em favor deste crime, deste pecado. Além do mico-leão, e de outros animais em extinção, proteja também o ser humano indefeso que habita no silencio profundo do corpo de sua mãe. Não seja covarde.